quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

Veja na íntegra o inquérito de denúncia da cúpula da PMDF

A denúncia relaciona provas e cita alertas de inteligência os quais davam conta que os denunciados sabiam das intenções dos invasores

A sexta-feira (18) está sendo marcada pela denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) acerca da omissão por parte de sete policiais da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) durante a invasão à Praça dos Três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro deste ano.

Os coronéis Fábio Augusto Vieira (comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal à época dos fatos), Klepter Rosa Gonçalves (subcomandante-geral), Jorge Eduardo Barreto Naime, Paulo José Ferreira de Sousa Bezerra, Marcelo Casimiro Vasconcelos, major Flávio Silvestre de Alencar e o tenente Rafael Pereira Martins são acusados de omissão, combinado com os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado pela violência e grave ameaça, com emprego de substância inflamável contra o patrimônio da União e com considerável prejuízo para a vítima e deterioração de patrimônio tombado).

Com 196 páginas, a denúncia relaciona diversas provas e cita alertas de inteligência os quais davam conta que os denunciados sabiam das intenções da aglomeração acampada em frente ao Quartel General do Exército em Brasília, responsável pelas invasões. Eles próprios compartilhavam entre si mensagens de teor golpista pelo menos desde as eleições, com questionamentos quanto à lisura do processo eleitoral e outros temas.

Veja aqui a Decisão de Moraes sobre membros da PMDF

Por Camila Bairros do Jornal de Brasília

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Reprodução Jornal de Brasília

Posts relacionados