segunda-feira, 15 de abril de 2024
publicidade publicidade
  • Vai viajar? Confira dicas de segurança para pegar a estrada

    Motoristas devem estar atentos à legislação e às condições do veículo para evitar acidentes e multas

    Muitos brasilienses viajam para fora do Distrito Federal para curtir as festas de ano-novo. Para aqueles que vão pegar a estrada, devem ser tomados cuidados a fim de evitar acidentes de trânsito ou imprevistos ao longo do trajeto até o destino.

    O coordenador regional de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), Luiz Carlos Souto Júnior, alerta que manobras arriscadas, alta velocidade e embriaguez são os principais vilões quando o assunto é preservar vidas. “É preciso que todos os condutores tenham responsabilidade no volante e saibam que imprudências podem ter consequências muito graves”, afirma.

    “É interessante que o motorista tenha a consciência de que é muito mais fácil resolver problemas do carro ainda na cidade do que na rodovia, em que há pouco acesso a serviços mecânicos, por exemplo, e ainda há o risco de causar acidentes graves”Luiz Carlos Souto Júnior, coordenador regional de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran-DF

    Em épocas festivas e em feriados, a fiscalização de trânsito é intensificada para garantir a proteção da população. “Os agentes ficam de olho nos motoristas em vias urbanas, nos pontos da cidade mais movimentados e naqueles em que há acesso a rodovias”, comenta. “A viatura coíbe infrações do condutor e traz o alerta de que ele pode passar por outras fiscalizações ao longo da viagem”, explica Souto Júnior.

    O cinto de segurança deve ser usado por todos os ocupantes do veículo – motoristas e passageiros – durante toda a viagem. “Também não podemos esquecer do uso da seta quando for fazer uma ultrapassagem, trocar de faixa ou fazer uma curva. É a seta que avisa o condutor de trás que você vai fazer a manobra, evitando muitos acidentes”, destaca o coordenador.

    Equipamentos

    Antes de partir, é essencial que os motoristas façam uma revisão completa nos veículos, verificando com apoio técnico se há falhas ou problemas a serem resolvidos. “É interessante que o motorista tenha a consciência de que é muito mais fácil resolver problemas do carro ainda na cidade do que na rodovia, em que há pouco acesso a serviços mecânicos, por exemplo, e ainda há o risco de causar acidentes graves”, afirma Souto Júnior.

    Espelhos retrovisores internos e externos, por exemplo, devem estar em condições adequadas de uso e bem posicionados. O sistema de iluminação também precisa estar funcionando perfeitamente, sem nenhuma lâmpada queimada.

    As lâmpadas do farol também devem estar em dia devido à importância para a segurança no trânsito. “O farol dá maior visibilidade aos motoristas e aos pedestres. Se a luz estiver desligada, o pedestre pode não ver o carro ao atravessar uma rua e o mesmo pode ocorrer com o condutor, que fica com a visibilidade da pista prejudicada”, salienta.

    Atenção aos pneus que, quando lisos, reduzem a capacidade de frenagem do veículo, podendo render multa e provocar acidentes. Estepe, palhetas, suspensão, freio, calibragem, triângulo e chave de roda, entre outros equipamentos, também devem ser checados.

    “São itens que podem livrar o motorista e passageiros de um acidente. Ou seja, o condutor tem que ter a consciência de que o carro precisa estar completamente seguro antes de seguir viagem”, ressalta o coordenador regional de Policiamento e Fiscalização de Trânsito.

    Descanso, sinônimo de segurança

    Depois de horas na estrada, é normal que o motorista precise de uma pausa. Por isso, ao sentir sono, deve-se procurar um ponto para descansar imediatamente. “Quando o condutor está cansado, pode fechar o olho e dormir sem perceber. Por isso, é importante parar e descansar assim que sentir o primeiro sinal do cansaço”, frisa Souto Júnior.

    Caso seja possível, o condutor pode passar a direção para outro que tenha habilitação, para que haja revezamento entre descanso e direção. Além disso, deve haver atenção especial ao planejamento da viagem: “Quando sair, quando parar na estrada, os locais em que vai dormir. Tudo isso deve ser discutido, porque evita transtornos e que dirija em excesso de carga horária”.

    Documentação

    A documentação do veículo também é muito importante para viagens tranquilas. O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV-e) deve estar atualizado conforme o ano vigente, já que não são aceitas versões de anos anteriores.

    “Se não conseguir o documento impresso ou digital, a orientação é acessar o aplicativo para descobrir porque o documento não está disponível. Geralmente o motivo são taxas esquecidas ou multas não pagas”, orienta o coordenador do Detran-DF.

     

    Por Agência Brasília

    Foto: Reprodução Agência Brasília

    Posts relacionados