terça-feira, 18 de junho de 2024
publicidade publicidade

Unidade hospitalar do DF obtém certificação internacional em oncologia

Hospital da Criança de Brasília recebeu mentoria para avaliação dos serviços; metodologia utilizada pode ser aplicada a outras especialidades clínicas

A convite da St Jude Global Alliance, instituição dos Estados Unidos, a equipe do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) respondeu questionários e participou de exercícios e mentorias que resultaram no recebimento da certificação internacional Profile (Pediatric Oncology Facility Integrad Local Evaluation) no segmento de oncologia.

Presente ao encontro durante o qual o documento foi entregue, a diretora técnica do hospital, Isis Magalhães, avalia: “Esses exercícios integravam a equipe e nos permitiam enxergar os gaps do nosso atendimento. Essa reunião tinha o objetivo de ver as experiências e desenvolver, juntos, as futuras implementações; agora, fazemos parte dessa comunidade que vai se construindo”.

Durante a reunião da St Jude Global Alliance, a produção científica do HCB também foi aceita no Congresso Internacional de Oncologia Pediátrica, que será realizado no Canadá em outubro. 

Colaboração internacional

O HCB participa, desde 2018, dessa colaboração internacional que busca aumentar a sobrevida de câncer infantil por meio do acesso ao cuidado, qualidade da assistência e integração em políticas públicas.

Uma das ferramentas aplicadas pela aliança é o Profile, metodologia de avaliação que considera questões como o contexto nacional local do hospital avaliado, recursos disponíveis, desfecho de casos e integração da equipe para diagnosticar os pontos fortes e aqueles que precisam de melhoria em cada instituição.

Agora, o HCB dará seguimento às qualificações e estabelecerá prioridades nos pontos de melhoria do atendimento. Os aprendizados obtidos por meio do Profile podem ser utilizados no atendimento de outras especialidades clínicas além da oncologia, explica Isis Magalhães. 

“São metodologias que, juntamente com o que já fazemos, têm capacidade infinita de aproveitamento: disseminação acadêmica, benchmarking, cultura de melhoria”, aponta. “Com a mesma metodologia, nos autoavaliamos para entender onde queremos chegar e monitorar o que precisamos fazer”, completa.

*Com informações do Hospital da Criança de Brasília

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/HCB / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados