quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

STF: Dino diz estar “honrado” com indicação e promete “dialogar” com Senado

O ministro da Justiça foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a uma vaga no STF, nesta segunda-feira (27/11). Ele deve sofrer resistência, porém, durante sabatina no Senado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, disse nesta segunda-feira (27/11) estar honrado pela indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF) e prometeu articular sua aprovação no Senado Federal. Dino foi anunciado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a vaga deixada pela ministra Rosa Weber na Suprema Corte.

“O presidente Lula me honra imensamente com a indicação para ministro do STF. Agradeço mais essa prova de reconhecimento profissional e confiança na minha dedicação à nossa nação. Doravante irei dialogar em busca do honroso apoio dos colegas senadores e senadoras. Sou grato pelas orações e pelas manifestações de carinho e solidariedade”, escreveu Dino em sua conta no X (antigo Twitter).

O presidente Lula me honra imensamente com a indicação para Ministro do STF. Agradeço mais essa prova de reconhecimento profissional e confiança na minha dedicação à nossa Nação. Doravante irei dialogar em busca do honroso apoio dos colegas senadores e senadoras. Sou grato pelas…

— Flávio Dino (@FlavioDino) November 27, 2023

Indicações ao STF e PGR

A indicação de Dino ao STF foi confirmada pelo presidente Lula após reunião fora da agenda no Palácio da Alvorada. Ele também confirmou o nome do procurador Paulo Gonet à Procuradoria-Geral da República (PGR). Ambos os indicados precisam ser sabatinados pelo Senado Federal antes de assumirem os cargos.

Dino, que também tem mandato como senador, deve sofrer resistência por parte da oposição. Em coletiva de imprensa nesta tarde, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse querer realizar as sabatinas ainda neste ano, até o dia 15 de dezembro.

Por Victor Correia do Correio Braziliense 

Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados / Reprodução Correio Braziliense 

Posts relacionados