quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

Projeto Futuro Campeão do GDF tem continuidade assegurada

Programa do GDF é destinado a capacitar atletas para participação em campeonatos regionais, nacionais e internacionais

Por meio das portarias 279 e 282, publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quarta-feira (28), a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) atualizou o programa Centros Olímpicos e Paralímpicos (COPs). A medida tem como principal objetivo a formalização do Projeto Futuro Campeão (PFC), como forma de garantir sua continuidade legal e transparência.

O PFC contempla o esporte de rendimento realizado segundo normas legais e regras de prática desportiva, nacionais e internacionais, com a finalidade de identificar talentos esportivos. O objetivo é formar atletas em busca de resultados competitivos, possibilitando a representação do Distrito Federal em campeonatos regionais, nacionais e internacionais.

Entre as diretrizes estabelecidas para o projeto, estão fomentar o esporte de alto rendimento, oportunizar aos atletas a profissionalização por meio do acompanhamento pelas federações e dar qualidade aos treinamentos com local e espaços esportivos seguros e adequados às modalidades esportivas.

“Formar atletas é uma das nossas missões e, ao formalizar projetos como este, estamos instituindo políticas públicas eficazes para que o sonho de se tornar um atleta profissional vire realidade”, lembra a secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira.

As modalidades contempladas no PFC abrangem atletismo olímpico e paralímpico, ginástica acrobática, vôlei, bocha adaptada, saltos ornamentais, basquete, natação olímpica e paralímpica e ginástica rítmica.

Esporte Acolhe

Outra novidade estabelecida pela Portaria nº 281 são as diretrizes do projeto Esporte Acolhe, que também contempla os COPs. A iniciativa tem como propósito a democratização de acesso às unidades esportivas para atendimento de crianças e adolescentes indicados pelos órgãos de proteção dos direitos da criança e do adolescente.

O projeto garante à comunidade em situação de vulnerabilidade social acesso às atividades ofertadas nos COPs. Para além da prática esportiva, a iniciativa ainda oferece condições para que eles participem de ações interligadas às atividades culturais e sociais.

*Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer

 

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados