domingo, 14 de abril de 2024
publicidade publicidade
  • Prejuízo com furto de cabos de energia no DF supera R$ 300 em 2023

    Número foi registrado entre janeiro e março devido ao roubo de mais de 45 mil metros de fiação

    “Os recursos que a CEB tem destinado para reposição de cabos furtados e postes derrubados deixam de ser investidos na modernização do Parque de Iluminação Pública, na substituição de luminárias convencionais por modelos em LED ou na expansão da estrutura de iluminação pública nas regiões administrativas recém-regularizadas”Edison Garcia, presidente da CEB

    O furto de cabos de energia no Distrito Federal é sinônimo de prejuízo para a população. Apenas de janeiro a março deste ano, já foram extraviados 13.922 metros de fiação, totalizando gasto de R$ 332.040. Em 2022, o valor perdido chega a R$ 1.067.359,15, por conta do furto de 45.439 metros de cabos. O vandalismo não tem limites: nesta terça-feira (16), foram derrubados dois postes na BR-060, que vai para Goiânia.

    A Companhia Energética de Brasília (CEB) teve conhecimento do ocorrido e encontrou os postes no chão, sem os cabos de energia. Um prejuízo de R$ 12.800, que atinge todos os cidadãos. É que os valores implementados na manutenção do Parque de Iluminação Pública são divididos em rateio aos consumidores, por intermédio da cobrança da contribuição de iluminação pública (CIP). O custo médio de reposição de um poste de 16 metros com duas luminárias é de R$ 6.400.

    Segundo o presidente da CEB, Edison Garcia, os episódios recorrentes de furtos de cabos prejudicam, principalmente, o cidadão brasiliense. Ele afirma que o montante utilizado na reposição dos equipamentos poderia ser revertido na eficientização energética ou na instalação de novos postes, conforme solicitações da própria população.

    “Os recursos que a CEB tem destinado para reposição de cabos furtados e postes derrubados deixam de ser investidos na modernização do parque, na substituição de luminárias convencionais por modelos em LED ou na expansão da estrutura de iluminação pública nas regiões administrativas recém-regularizadas, a exemplo da região do Morro da Cruz, em São Sebastião”, pontuou Garcia.

    A CEB Ipes é a empresa responsável pela iluminação pública na capital federal. A companhia registra, em ocorrências policiais, todos os episódios de furtos de cabos ou danificação dos postes. A investigação e repressão dos crimes são de responsabilidade das polícias Civil (PCDF) e Militar (PMDF). Denúncias podem ser feitas pelo número 190 ou no batalhão mais próximo da residência. O sigilo é garantido.

    Por Agência Brasília

    Foto: Divulgação/CEB / Reprodução Jornal de Brasília

    Posts relacionados