quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

Nelson Piquet é condenado por comentários racistas

Após pouco mais de um ano do ocorrido, a 20ª Vara Cível de Brasília publicou decisão condenando o ex-piloto nesta sexta-feira (24/03)

O ex-piloto de Fórmula 1 Nelson Piquet foi condenado pela Justiça a pagar R$ 5 milhões após falas racistas e homofóbicas direcionadas a Lewis Hamilton em uma entrevista no YouTube. Ainda cabe recurso da defesa sobre a decisão.

Nos comentários, divulgados em 2021, Piquet se refere a Hamilton como “neguinho” duas vezes. Na época, o ex-piloto negou qualquer conotação racial e disse que a expressão faz parte do vocabulário brasileiro e que foi traduzida erroneamente.

Após pouco mais de um ano do ocorrido, a 20ª Vara Cível de Brasília publicou decisão condenando o ex-piloto nesta sexta-feira (24).

Na época, Piquet também proferiu comentários homofóbicos na mesma entrevista e ofendeu os ex-pilotos de Fórmula 1 Kiko e Nico Rosberg.

O juiz responsável pela sentença, Pedro Matos de Arruda, diz que a ofensa de Piquet é intolerável e grave. “A ofensa perpetrada pelo réu pode ser sintetizada da seguinte forma: não importa o quanto se destaque, não importa o quão boa a pessoa é em qualquer aspecto. Se for negra e homossexual, é só um neguinho gay”.

Na sentença, Piquet foi condenado a pagar R$ 5 milhões a título de indenização por danos morais coletivos que serão destinados a fundos de promoção da igualdade contra o racismo e a discriminação LGBTQIA+.

Advogado do escritório que patrocinou a ação, Marlon Reis diz que a decisão os contemplou. “O magistrado deu uma aula de direito discriminatório, um tema que pouco se fala no sistema jurídico brasileiro, e apesar de alguns dos nossos pedidos terem sido afastados, a sentença foi tão bem fundamentada que nos convenceu”, diz.

O escritório pedia indenização em R$ 10 milhões por danos morais coletivos, mas disse que não vai recorrer.

Por FolhaPress via Jornal de Brasília

Foto: Reprodução Jornal de Brasília

Posts relacionados