quinta-feira, 18 de abril de 2024
publicidade publicidade

GDF Presente e RenovaDF reformam orla do Lago Veredinha

Em Vicente Pires, foram instaladas 12 novas tampas de concreto e duas de ferro fundido em bocas de lobo nas Ruas 3, 5, 8 e 12, na Colônia Agrícola Samambaia e na Travessa 3

Em Brazlândia, o Polo Oeste atua em conjunto com o RenovaDF, programa de aprendizagem e recuperação de espaços públicos promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet). A equipe é formada por servidores do GDF Presente e 200 alunos do programa. “Damos suporte aos estudantes, que estão aprendendo a trabalhar na área de construção civil”, explica o coordenador do Polo Oeste, Elton Walcacer.

‌Desde o final de abril, o time trabalha na orla do Lago Veredinha, com o objetivo de reformar a área de 24,5 mil m², que oferece quadra poliesportiva, parquinhos e equipamentos de ginástica. Nesta semana, o foco tem sido a reconstrução das muretas de proteção, além da capina, varrição e limpeza da orla. As ações de manutenção também foram executadas na Praça do Laço.

Em Vicente Pires, o programa GDF Presente instalou, nesta terça-feira (2), novas tampas de bocas de lobo em pontos que estavam sem a proteção. No total, foram utilizadas 12 tampas de concreto e duas de ferro fundido. Participaram seis reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), além de servidores do programa e da administração regional.

Na Rua 5, houve a instalação de cinco grelhas de concreto. Já na Rua 3, na Marginal da Rua 12, na Rua 12, na Travessa 3 e na Quadra 105 da Colônia Agrícola Samambaia, foram fixadas sete lajes de concreto. A diferença entre grelhas e lajes é que o primeiro modelo costuma ser instalado diretamente na via, próximo a meios-fios, enquanto o segundo é usado em calçadas. Na Rua 8, foram fixadas duas tampas de ferro fundido em poços de visita (PV).

‌“São aquelas tampas redondas, que ficam no meio das vias. Usamos ferro fundido por conta do alto fluxo de carros e veículos pesados”, explica o coordenador do Polo Central 2, Rodrigo Caverna, sobre as tampas de PV. Ele acrescenta que todas as proteções utilizadas na ação foram obtidas por meio de uma parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape).

O administrador regional de Vicente Pires, Gilvando Galdino, comenta que a troca e a instalação de novas tampas visam garantir a segurança e o bem-estar da população. “A falta de manutenção dessas tampas pode causar acidentes e prejuízos materiais, além de prejudicar o escoamento adequado das águas pluviais, o que pode levar a alagamentos e transtornos para a população”, observa.

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/GDF Presente / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados