sábado, 20 de abril de 2024
publicidade publicidade

GDF garante eventos turísticos com acessibilidade e igualdade

Portaria publicada nesta terça-feira (19) reforça a necessidade de oportunidades às pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida em eventos celebrados entre as Organizações da Sociedade Civil e a Setur

Os eventos turísticos desempenham um papel fundamental na promoção do turismo e no desenvolvimento econômico de uma região. A Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) vem implantando, cada vez mais, ações e projetos que tornem o turismo acessível e igualitário. Neste sentido, a pasta assinou a portaria que reforça e assegura a acessibilidade e igualdade de oportunidades às pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida.

A portaria de número 26, de 30 agosto de 2023, altera o artigo 17 da portaria nº 5, 26 de janeiro de 2023, que institui ato normativo setorial para celebração, execução e prestação de contas de parcerias com Organizações da Sociedade Civil (OSC), celebradas no âmbito da Setur-DF.  A nova redação do art. 17 fica da seguinte forma: “O plano de trabalho será elaborado pela OSC com base no roteiro previsto no Anexo I, e deverá garantir acessibilidade e igualdade de oportunidades às pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida, mediante rampas de acesso a todas as áreas do evento, reservando espaços livres à frente do palco, quando houver, bem como a disponibilização de tradutor e intérpretes da Libras, com projeção simultânea quando houver telão.”

O secretário de Turismo, Cristiano Araújo, afirma que “essa é uma portaria que reforça o direito da população. Como secretário de Turismo do DF, venho destacando a necessidade do turismo ser acessível para todos. Quando os eventos turísticos são projetados com acessibilidade, eles se tornam mais acolhedores para todos os visitantes. Uma atração turística com rampas de acesso não beneficia apenas cadeirantes, mas também pessoas com carrinhos de bebê, idosos com mobilidade reduzida e qualquer pessoa que prefira uma passagem mais prática.”

Por Agência Brasília

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados