quinta-feira, 18 de abril de 2024
publicidade publicidade

Filme apoiado pelo FAC, ‘O Homem Cordial’ estreia no Cine Brasília

Trama de Iberê Carvalho tem ex-titã Paulo Miklos como protagonista

Novo projeto do cineasta de Brasília Iberê Carvalho estreia, nesta quinta-feira (11/05), às 18h, nas telas do Cine Brasília, espaço gerido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec).  O Homem Cordial se apoia em conceitos antropológicos para pintar o retrato do Brasil atual e da invasão de fake news nas redes sociais. O filme conta com recursos de R$ 725 mil do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

“É muita emoção trazer o filme para Brasília”Iberê Carvalho, cineasta

Sinais dos tempos. No olho do furacão dessa realidade pautada por meias verdades ou mesmo verdade nenhuma, está Aurélio (Paulo Miklos), um roqueiro veterano que, vítima de linchamento após ter se envolvido em um incidente de rua, está em busca de conquistas do passado. 

O título do filme remete a uma leitura do brasileiro cordato traçado pelo historiador e sociólogo Sérgio Buarque de Holanda, em clássica obra de 1936, Raízes do Brasil. “Fiquei feliz em fazer o papel desse roqueiro dos anos 80 que encontra a sua banda”, contou Miklos, durante pré-estreia na capital federal, em alusão aos seus tempos de Titãs. Iberê Camargo, por sua vez, ressaltou: “É muita emoção trazer o filme para Brasília”. 

A trama

Gravado nas ruas de São Paulo (SP), o longa traz no elenco, além de Paulo Miklos, o rapper Thaíde e os atores brasilienses Bidô Galvão, Murilo Grossi, Bruno Torres e André Deca, personagem importante na trama que aborda questões como racismo, desigualdade social e radicalismo virtual. “O personagem tem uma aparição rápida na trama, mas de extrema importância”, conta André, que já trabalhou com o diretor no curta Pra Pedir Perdão.

“Esse projeto nasceu de uma angústia e sensação de impotência diante de um Brasil que eu estava vendo de forma muito preocupante após o impeachment da Dilma [Rousseff]”, relembrou Iberê Carvalho. Ele convidou para assinar a história a quatro mãos o roteirista e cineasta uruguaio Pablo Stoll, conhecido pelo aclamado drama Whisky (2004). 

A escolha do músico e ator Paulo Miklos – premiado como melhor ator nos festivais de Gramado e Barcelona – se deu bem antes de tudo sair do papel. Pesou bastante a marcante atuação do ex-integrante dos Titãs no filme O Invasor (2001), de Beto Brant. “Achávamos que tinha que ser um ator com carisma e ao mesmo tempo com agressividade, um personagem que você não sabe se é culpado ou inocente”, resumiu o cineasta.

Serviço

O Homem Cordial
(Suspense/Brasil/2023/83 min). De Iberê Carvalho. Com Paulo Miklos, Thaíde, Dandara de Morais, Thalles Cabral, Murilo Grossi, Roberta Estrela D’Alva, Bruno Torres.
Sinopse: Aurélio Sá é o vocalista de uma banda de punk rock que tem sido sistematicamente perseguido devido à morte de um policial, crime no qual estaria envolvido. Apesar das constantes ameaças, Aurélio sempre recusou ter qualquer responsabilidade pelo ato. Ao tentar fugir de manifestantes, ele conhece uma jornalista que deseja não apenas ouvir o lado do cantor, mas também contar com a ajuda dele para encontrar o pequeno Matheus, um garoto que está desaparecido desde a confusão.
Classificação indicativa: 14 anos. No Cine Brasília – EQS 106/107, telefone  3244.1660.

*Com informações da Secec

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados