terça-feira, 16 de abril de 2024
publicidade publicidade

Famílias do DF vão poder trocar lâmpadas velhas por modelo de led

A ação também vai orientar a população sobre como utilizar racionalmente os equipamentos elétricos e, assim, economizar energia

O projeto Energia com Cidadania, uma iniciativa da Neoenergia para promover ações de eficiência energética em comunidades de baixo poder aquisitivo do Distrito Federal. Unidades móveis da distribuidora vão percorrer as comunidades e trocar aproximadamente 6.560 mil lâmpadas convencionais por modelos LED.

Com o objetivo de diminuir o desperdício e promover o uso eficiente e racional de energia elétrica, regiões de vulnerabilidade social localizadas em Samambaia, no Riacho Fundo I, no Riacho Fundo II, em Taguatinga e em Água Quente recebem, ao longo do mês de abril

A ação é voltada aos clientes residenciais, que podem trocar até cinco lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por lâmpadas de LED, 40% mais econômicas.

Para receber o kit de lâmpadas novas, os moradores residenciais ou rurais-residenciais devem residir na comunidade ou estarem cadastrados na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), não possuir débitos com a concessionária, levar a conta de energia junto com a documentação de identificação do titular e até cinco lâmpadas incandescentes ou fluorescentes usadas (potência igual ou superior a 15W).

No mês de maio, a previsão é de que o projeto siga no Areal e em Taguatinga e chegue no Núcleo Bandeirante. A expectativa é de que sejam trocadas mais de 7.680 lâmpadas nessas regiões.

Nos três primeiros meses do ano, a distribuidora beneficiou 4.100 clientes e trocou 19 mil lâmpadas. Em 2022, o projeto atendeu 20 regiões administrativas e trocou mais de 76.904 mil lâmpadas ineficientes, beneficiando mais de 18,5 mil clientes.

A Neoenergia acredita na educação como principal vetor para a formação de hábitos relacionados ao uso eficiente e seguro de energia elétrica, assim como para o desenvolvimento de uma consciência cidadã que pensa na preservação ambiental e na economia familiar.

Essas iniciativas fazem parte do Programa de Eficiência Energética da Neoenergia, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). As ações são viabilizadas em parceria com as regiões administrativas e entidades locais, e são voltadas aos clientes residenciais baixa renda.

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: Reprodução Jornal Brasília

Posts relacionados