terça-feira, 16 de abril de 2024
publicidade publicidade

Ex-chefe da PMDF diz que houve “apagão da inteligência” no 8/1

Ainda em depoimento, Naime disse que “PM não deve ter recebido as informações de que haveria uma manifestação daquele tamanho”

Em depoimento à Polícia Federal (PF), o ex-comandante de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Jorge Eduardo Naime, disse acreditar que “houve um apagão total da inteligência” da corporação no dia 8 de janeiro.

Ainda em depoimento, Naime disse que “PM não deve ter recebido as informações de que haveria uma manifestação daquele tamanho”. Porém, de acordo com as mensagens analisadas nos celulares do ex-secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, e de diversos outros responsáveis pela segurança da capital, a corporação estava ciente de cada movimentação dos manifestantes.

Naime foi preso no último dia 7 pela PF. Segundo a polícia, Jorge Naime era o chefe do setor responsável por elaborar o plano de segurança para conter os ataques golpistas no DF. Após o ato, ele foi exonerado do cargo.

No último dia 8, um grupo de contrários ao governo do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) invadiu e destruiu as sedes do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto.

Por Redação do Jornal de Brasília

Foto: Reprodução Jornal Brasília

Posts relacionados