quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

Eventos no agro, na arte e no cinema animam Brasília no fim desta semana

De quinta (7) a domingo (10), secretarias de Cultura e Economia Criativa e de Turismo incentivam shows, mostras e muitas opções de diversão. Confira!

As atrações incentivadas pelas secretarias de Cultura e Economia Criativa (Secec) e de Turismo (Setur) contemplam gostos diversos a partir desta quinta (7), indo do sertanejo a exposições, passando por peças de teatro e outras atividades culturais. Escolha seu evento para aproveitar esse feriadão!

Mundo agro

A capital do país é palco do agronegócio com a chegada da Expoabra 2023, na Granja do Torto. A exposição ocorre até 17 de setembro, com entrada gratuita para todos os públicos. A Setur estará presente com um estande para promover Brasília por meio de um tour virtual gratuito e de distribuição de material turístico.

Na programação diurna, chamam a atenção a exposição de raças bovinas como senepol e nelore e de raças equinas, como mangalarga marchador e árabe. O evento conta com palestras e oficinas para quem vive ou se interessa pelo agronegócio. Entre os temas, a influência do fenômeno El Niño, fruticultura, um olhar atento à influenza aviária e as previsões climáticas.

À noite, sobem no palco nomes da música sertaneja, incluindo João Gomes, Tarcísio do Acordeon, Felipe Araújo e Zezé di Camargo e Luciano.

Teatro

Entre as atrações culturais que a capital recebe neste fim de semana, está o espetáculo Cidade sem Palavras, com entrada gratuita, sábado (9) e domingo (10), às 20h, no CIA Lábios da Lua, localizado no Setor Sul do Gama. Idealizado pela pela trupe Trabalhe Essa ideia, a peça mostra uma cidade com pessoas sem nomes próprios e restritas ao uso de apenas algumas palavras, uma condição imposta pela prefeita. Sob o argumento de construir um mundo ideal, a prefeita indica a função que cada habitante terá – até o dia que nasce um menino que a deixa sem palavras.

Neste fim de semana o Grupo Pele apresenta O Labirinto de Vidro, na sala Yara Amaral do Sesi de Taguatinga. O espetáculo une dança, circo e música autoral para explorar as complexidades da realidade atual, marcada pelo isolamento social e pela constante exposição nas redes sociais. As sessões serão sexta (8), às 20h, e domingo (10), às 19h. A classificação indicativa é livre e os ingressos estão disponíveis no site do Sympla.

A única peça de teatro escrita por Gabriel García Márquez volta aos palcos de Brasília. Diatribe de Amor conta a história da personagem Graciela Jaraiz de la Vera, que se prepara para comemorar bodas de prata, deixando claro que a festa será a última da vida dela. O monólogo, que fala sobre o machismo, será exibido de sexta (8) e sábado (9), às 20h, e domingo (10), às 19h, no Espaço Cultural Renato Russo. Os ingressos estão disponíveis pelo Sympla.

E no CEU das Artes de Ceilândia, o Grupo Tripé apresenta a peça Todo Mundo Perde Alguma Coisa aos 8 anos, que retrata a transição da infância para a adolescência na socialização de crianças, abordando masculinidade, violência, culto às armas, padronização de corpos, entre outros temas. A classificação é para 16 anos e as sessões serão de sexta (8) a domingo (10), sempre às 20h. Sábado também tem sessão às 17h. Os ingressos são gratuitos e estão disponíveis no Sympla.

Exposições

O Museu Vivo da Memória Candanga recebe a exposição Wombverso, de Tainá Fulô. A artista busca enaltecer a energia feminina e a estética das artes de origem africana e ameríndias. A expressão “Wombverso” é a união das palavras “womb”, que em inglês significa útero, e “universo”.

No Espaço Cultural Renato Russo, na Galeria Parangolé, você poderá visitar a exposição Circuito Utópico, de Ricardo Luiz, que conta com cerca de 30 obras, feitas de 2019 até hoje, entre elas estruturas retrátil dobradas em papel, tensionadas com cabos de aço.

Na Galeria Rubem Valentim, o Espaço Cultural Renato Russo apresenta a exposição Pele, Barro, Pedra, Grafite, Rio. O projeto realiza exposições individuais simultâneas de cinco artistas – Fiamma Viola, Isabela Joachims, Lea Juliana, Marianne Nassuno e Triz de Oliveira Paiva – visando aprofundar as narrativas de cada um.

Cinema

O Cine Brasília exibe a 12ª Mostra Ecofalante de Cinema, com filmes pautados por questões socioambientais, com entrada franca para todas as sessões. Para conferir os trailers e a programação completa é só acessar o site. Na quinta-feira (7) um dos destaques é Vento na Fronteira, de Laura Faerman e Marina Weis, sobre a resistência feminina de uma comunidade indígena frente ao agronegócio na fronteira do Brasil com o Paraguai. Também é destaque o longa A Invenção do Outro de Bruno Jorge, que traz um dos últimos registros do indigenista Bruno Pereira, morto em 2022 ao lado de Dom Philips por questões ligadas ao direito à terra indígena e ao combate ao garimpo ilegal.

Na sexta-feira (8) os destaques são dois filmes: Amazônia, a nova Minamata?, de Jorge Bodanzky, sobre a luta do povo Munduruku contra o garimpo que contamina seus rios e alimentos; e O Sonho Americano e Outros Contos de Fadas, da sobrinha-neta de Walt Disney e ativista Abgail Disney e Kathleen Hughes, sobre a crise da desigualdade americana.

No sábado (9), a produção americana Filhos do Katrina, de Edward Buckles Jr., e a coprodução entre EUA e Quênia, Free Money, dirigida por Lauren DeFilippo e Sam Soko se destacam. O primeiro por investigar os limites da devastação ambiental com os prejuízos deixados pelo furacão Katrina, que devastou New Orleans em 2005. O segundo por abordar as consequências de um experimento socioeconômico de renda básica universal (RBU) na aldeia queniana de Kogutu.

No domingo (10), os longas Exu e o Universo, de Thiago Zanato, e Amor e Luta em Tempos de Capitalismo, de Basile Carré-Agostini, estão em exibição na tela do cinema. O título brasileiro trata da descolonização do pensamento e fortalecimento do legado Iorubá pelo mundo. Já o francês conta a história de um casal de sociólogos especialistas há mais de cinco décadas em temáticas da desigualdade frente ao acúmulo dos ultra-ricos.

Complexos Culturais

Nesta quinta (7), o Complexo Cultural de Samambaia traz uma Oficina de Capoeira. O espaço também apresentará a peça musical Clássicos do Cinema, às 11h, com entrada franca.

O Festival Ouço Vozes também ocorre no Complexo Cultural de Samambaia, sábado (9) e domingo (10), com atividades ligadas à culturas suburbanas em Samambaia. Envolverá música, circo, literatura, cinema, graffiti e manifestações de rua de forma geral. E no sábado (9), o Complexo Cultural de Planaltina recebe o Miss Continente Planaltina 2023.

Por Agência Brasília

Foto: Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados