terça-feira, 23 de abril de 2024
publicidade publicidade

Cristiano Ronaldo admite erro por gesto obsceno e nega provocação a Messi

“Ninguém é perfeito, a vida é feita de erros”, disse o craque do Al-Nassr neste domingo (10/3)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Cristiano Ronaldo admitiu ter cometido um erro ao fazer um gesto obsceno no duelo entre Al Nassr e Al Shabab. O português quebrou o silêncio neste domingo (10), em entrevista coletiva, e negou a provocação a Lionel Messi.

“Ninguém é perfeito, a vida é feita de erros. Quanto menos a gente fizer durante a nossa vida, durante a nossa experiência, melhor. O que posso prometer é que ser um jogador que dá tudo dentro de campo, um jogador com paixão, um jogador que quer ganhar sempre”, explicou Cristiano Ronaldo.

Em encontro com a imprensa para falar sobre as quartas de final da Liga dos Campeões Asiática, em que o Al Nassr enfrenta o Al Ain, Cristiano Ronaldo aproveitou para se desculpar pelo gesto polêmico que fez em fevereiro.

O gesto aconteceu após torcedores rivais provocarem CR7 ao gritarem Messi, segundo a imprensa local. O jogador apontou para a região pélvica em resposta na ocasião.

O craque português reconheceu a falha e enfatizou que é dedicado, apaixonado e sempre busca vencer.
“Sou um jogador que não gosta de ver pessoas a fazer antijogo. Muitas das vezes, as pessoas têm uma má interpretação daquilo que eu possa demonstrar, mas nem sempre é aquilo que as pessoas pensam que é. Aproveito para falar hoje do caso em que me castigaram por um jogo por aquilo que eu fiz. Foi um mal-entendido.”

Cristiano prometeu não repetir o gesto no país onde foi suspenso, mas disse que na Europa é comum.
“Sempre respeitarei as culturas de todos os países, como respeitei até hoje, mas nem sempre aquilo que as pessoas veem é a realidade. Como disse e vou voltar a dizer, é óbvio que não o vou voltar a fazer, neste país, mas, na Europa, é muito normal. Às vezes, a paixão e a emoção do jogo leva-nos a cometer alguns erros.”

Cristiano Ronaldo foi suspenso por um jogo pelo Comitê Disciplinar da Federação Saudita de Futebol pelos gestos obscenos aos torcedores do Al-Shabab. Ele retornou no último dia 7 de março.

Além da suspensão, o jogador sofreu uma multa de 10 mil riais sauditas (em torno de 13 mil reais). O Al-Nassr também terá que pagar 20 mil riais sauditas (46 mil reais) ao Al-Shabab, como forma de compensação aos custos do processo.

Por Jornal de Brasília

Foto: Jornal de Brasílias / Reprodução Jornal de Brasília

Posts relacionados