quarta-feira, 19 de junho de 2024
publicidade publicidade

Centro de Juventude de Ceilândia promove workshops culturais gratuitos

As inscrições estão abertas para os cursos de teatro, dança, maquiagem artística e capacitação para editais do FAC; atividades começam nesta sexta (27/01)

O Centro de Juventude (CJ) de Ceilândia está com inscrições abertas para uma série de workshops culturais gratuitos de capacitação nas áreas de teatro, dança e maquiagem artística, além de promover um intensivão com todos os detalhes de como se inscrever projetos nos editais do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). As atividades começam nesta sexta-feira (27/01).

Além das vagas preferenciais para os alunos das unidades do Centro da Juventude, com 10 vagas reservadas para a comunidade. A capacitação cultural será ministrada na sede do Centro de Juventude de Ceilândia, durante cinco encontros com profissionais do setor artístico local. As inscrições podem ser feitas neste link, onde constam as datas e horários dos cursos.

Integram o rol de palestrantes o ator e produtor cultural Jefferson Leão, a bailarina e arquiteta Jennifer Moura, o iluminador Higor Felipe e a atriz e maquiadora Nati Maia. O coordenador dos workshops pelo Iecap, Dill Diaz, tem boas expectativas: “Reunimos um time de profissionais de renome, com bagagem artística e muito conhecimento a compartilhar”.

A diretora-presidente do Instituto de Educação, Esporte, Cultura e Artes Populares (Iecap), Renata Oliveira, ressalta: “Incentivar a formação artística dos jovens também é fator essencial para seu pleno desenvolvimento e integridade”.

Atendimento ampliado

A Secretaria Extraordinária da Família e Juventude (Sejuv) tem o objetivo de ampliar a oferta desses serviços. “Vamos trabalhar para ampliar este atendimento, garantindo mais oportunidades à juventude de Brasília e Entorno”, enfatiza o titular da pasta, Rodrigo Delmasso.

Os CJs são equipamentos públicos de referência no atendimento a esse público. Atualmente, existem três unidades localizadas em zonas de vulnerabilidade social no DF – Estrutural, Ceilândia e Samambaia -, todas geridas pelo Iecap.

Entre os cursos ofertados nesses espaços estão os de qualificação profissional, atividades de convivência, saúde e lazer, inclusão digital, cultura, formação para o empreendedorismo, acompanhamento psicossocial, prevenção ao uso de drogas ilícitas e ações sociais e comunitárias.

 

Por Agência Brasília

Foto: Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados