terça-feira, 16 de abril de 2024
publicidade publicidade

Campeonato de quadrilhas juninas chega ao DF

Duas das maiores competições de são-joão serão sediadas na capital e contarão com apoio do GDF

O Distrito Federal não é apenas anfitrião das competições juninas, como também um grande competidor. O Circuito Distrito Junino já começou e vai até o final de julho.

O circuito é promovido pelo Instituto Cultural e Social do DF, em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, e conta com apoio das administrações regionais, destacando as principais quadrilhas de Brasília nas festas juninas dos fins de semana.

As competições serão em três regiões administrativas, com 30 quadrilhas juninas, sendo distribuídas em quatro fins de semana. O circuito iniciou no dia 9 de junho, em Taguatinga, e terá mais competidores na mesma região, entre os dias 16 e 18 de junho.

Depois serão mais 15 competidores, em dois fins de semana em Ceilândia e mais dois em Samambaia. A grande final será na frente do Museu da República. Confira o cronograma com as quadrilhas ao final da matéria.

Aberto ao público

A entrada é gratuita e o DF conta com cerca de 50 grupos juninos, entre eles a Quadrilha Sanfona Lascada, criada por um artista conhecido como Nego, em 1982. O grupo é um dos mais antigos em atividade no DF e, segundo o integrante Robson Vilela (mais conhecido como Fusca), é uma ferramenta de transformação para quem participa.

“O fomento é importante porque a preparação vem desde o mês de janeiro e as apresentações vão até julho. Manter viva a cultura de são-joão é movimentar a economia criativa do DF, que é pulsante. Tem banda ao vivo, dançarinos, costureira, coreógrafos e uma enorme cadeia produtiva”, afirma Fusca.

O campeonato distrital conta com fomento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Decreto nº 42.315, de 20 de julho de 2021, instituindo a política cultural Distrito Junino, destinada a apoiar a cadeia produtiva dos festejos juninos no âmbito do Distrito Federal. Os recursos são distribuídos em dois circuitos mais um campeonato que receberá competidores de fora e circula 12 cidades distintas, com pelo menos 800 pessoas envolvidas.

Campeonato nacional

O mês de julho ainda abraça as comemorações de são-joão. Neste ano, de 28 a 30 de julho, o Distrito Federal será sede da 8ª edição do Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas, o primeiro após a pandemia.

A competição vai ocorrer em Brazlândia, na Praça do Laço. Serão 19 unidades da Federação participantes, com um representante cada, exceto o DF, que terá dois, por ser o anfitrião do evento.

“Esse é o segundo maior segmento de cultura popular. Os grupos juninos preservam a tradição e fazem parte da identidade cultural da cidade. Há fomento na economia criativa, artistas, músicos, bailarinos, gastronomia, feiras e milhares de famílias”, comentou a subsecretaria de Difusão e Diversidade Cultura da Secec, Sol Montes.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa destinou R$ 2,8 milhões para os circuitos de quadrilhas juninas, além de uma premiação de R$ 600 mil para as quadrilhas vencedoras do campeonato distrital.

Cronograma do Distrito Junino

Taguatinga
Local: Atrás do Centro Cultural Taguaparque

16/6 (Sexta-feira)

18h – Arriba a Saia
18h45 – Amor Junino
19h30 – Pau Melado
20h15 – Num Só Piscar
21h – Se Bobiá a Gente Pimba

17/6 (Sábado)

18h – Sabugo de milho
18h45 – Aquarela Nordestina
19h30 – Sanfona Lascada
20h15 – Estrela de Fogo
21h – Chamego Bom

‌18/6 (Domingo)

18h – Fornalha
18h45 – Mala Veia
19h30 – Chinelo de Couro
20h15 – Chapéu de Palha
21h – Xamegar

‌Samambaia
Local: Ao lado do Complexo Cultural de Samambaia

23/6 (Sexta-feira)

20h30 – Xamegar
21h15 – Chapéu de Palha
22h – Mala Veia
22h45 – Num Só Piscar
23h30 – Oxente Vixe

‌24/6 (Sábado)

19h30 – Arriba a Saia
20h15 – Estrela de Fogo
21h – Tico Tico no Fubá
21h45 – Busca Fé
22h30 – Pau Melado

‌25/6 (Domingo)

19h – Elite do Cerrado
19h45 – Amor Junino
20h30 – Arraiá Chapéu de Palha
21h15 – Chinelo de Couro
22h – Pula Fogueira

‌Ceilândia
Local: Praça do Trabalhador

30/6 (Sexta-feira)

20h30 – Espalha Brasa
21h15 – Eta Lasquera
22h – Triscou Queimou
22h45 – Se Bobiá a Gente Pimba
23h30 – Chamego Bom

1º/7 (Sábado)

19h30 – Paixão Cangaço
20h15 – Sanfona Lascada
21h – Flor do Mamulengo
21h45 – Saca Rolha
22h30 – Sabugo de Milho

2/7 (Domingo)

19h – Segue o Fogo
19h45 – Fornalha
20h30 – Santo Afonso
21h15 – Aquarela Nordestina
22h – Filhos do Sertão

Por Agência Brasília

Foto: Marcelo Casal Jr/ Agência Brasil / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados