quarta-feira, 19 de junho de 2024
publicidade publicidade

Borboletário do Zoo de Brasília reabre para visitação

Espaço expõe 12 espécies de borboletas, além de aracnídeos e anfíbios

Um dos espaços mais encantadores do Zoológico de Brasília, o borboletário, reabriu as portas para receber o público. O local estava fechado para reforma nas estruturas internas, e, a partir desta quarta-feira (9), os visitantes têm a oportunidade de conhecer 12 espécies diferentes de borboletas, além de aracnídeos e anfíbios. O borboletário fica aberto das 8h30 às 16h30, de quarta-feira a domingo.

A novidade nesta reabertura é a exposição de aracnídeos, como aranhas e escorpiões, e de um axolote — anfíbio já extinto na natureza que depende de esforços em cativeiro para não desaparecer para sempre. O visitante também vai conhecer de perto o bicho-pau-brasileiro e o australiano, ambos em exposição no borboletário.

As visitas ocorrem em grupos de até dez pessoas, incluindo crianças, acompanhadas por um monitor. “O pessoal vai encontrar um borboletário revitalizado, com mais uma atração, que é o bicho-pau. Além disso, tem várias espécies de borboletas. A visita é dividida por três áreas, uma de área fechada, uma de brejo e outra de mata aberta. Cada um desses setores conta com diferentes espécies”, afirmou o biólogo e diretor de Répteis, Anfíbios e Artrópodes do Zoo, Carlos Eduardo Nóbrega.

De acordo com o biólogo, a sazonalidade influencia na população de borboletas, cujo ciclo de vida varia entre dois e três meses. Por isso, é normal que, em alguns períodos, a população de borboletas no espaço esteja mais baixa. “As borboletas são de ciclos. Há espécies que colocam ovos e somem depois. Depois de algum estímulo, como alteração de temperatura e umidade, o ovo eclode e uma nova população emerge”, explicou.

Expectativa

Silvano Falcão, 55 anos, é professor e mora nos Estados Unidos. Assim que soube da novidade de reabertura do borboletário, ele incluiu o passeio no roteiro de férias em Brasília. “Nós ficamos sabendo que iria abrir por uma amiga e decidimos vir no mesmo dia. A gente espera encontrar muitas borboletas bonitas”, compartilhou.

Karine Ribeiro Rabelo, 24, aguardava a sua vez para fazer o passeio e comentou que estava curiosa para conhecer o espaço. “Eu tenho um pouco de medo, mas fiquei curiosa para ver como é lá dentro. Vi que tem aranha, estou com um pouco de medo também, mas quero ver as diferentes espécies e conhecê-las”, comentou a estudante.

A entrada no borboletário é gratuita, mas é necessário adquirir o ingresso para entrar no Zoológico — R$ 5 a meia e R$ 10 a inteira.

Por Agência Brasília

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília

Posts relacionados