terça-feira, 23 de abril de 2024
publicidade publicidade

33 coisas para fazer pelo seu cérebro

O cérebro humano está evoluindo, se moldando e se adaptando há pelo menos 6 milhões de anos.

O cérebro humano está evoluindo, se moldando e se adaptando há pelo menos 6 milhões de anos. Tamanha complexidade de estruturas e funções são essenciais para criarmos representações mentais do mundo real da forma mais eficiente possível, ou seja, o cérebro é um grande tradutor de informações do ambiente para que possamos tomar decisões e sobreviver.

Se ele precisa “traduzir” o mundo para o corpo, ambos, mente e corpo, funcionam intimamente interligados. Cada vez que o cérebro envia mensagens para o corpo, ele recebe vários sinais de volta, que são responsáveis por regular cada atividade em relação ao ambiente.

Mesmo que o seu cérebro esteja preparado para lidar com tantos dados simultâneos, ele depende muito do corpo para regular seu desempenho. Se o cansaço bateu neste finalzinho de ano e está difícil ter energia para cumprir as tarefas básicas do dia a dia, aproveite as dicas da neurocientista Livia Ciacci, do ‘SUPERA – Ginástica para o cérebro’ para melhorar a performance do órgão mais importante do seu corpo. Confira:

Coma bem – Nenhuma dieta restritiva ou milagrosa é boa, o equilíbrio é o caminho mais seguro para o corpo e cérebro saudáveis.

Escolha alimentos estratégicos – Todo alimento que é bom para o intestino e para o coração, é bom para o cérebro! Intestino, cérebro e coração representam a tríade chave da saúde, e uma estratégia bem simples para saber se sua alimentação está ajudando esses órgãos é pensar o quanto você anda consumindo de alimentos industrializados. Se está “desembalando” mais do que “descascando”, é hora de mudar de hábitos.

Tenha bons relacionamentos – Somos seres sociais, e dependemos muito dos outros para regular nossos comportamentos, então bons relacionamentos significa que seremos mais equilibrados.

Leia – A leitura é a atividade que permite o cérebro ter repertório suficiente para relacionar ideias e ter pensamentos de boa qualidade! Quem lê pouco, pensa pouco!

Ajude outras pessoas – O altruísmo é uma ação que gera emoções positivas, que perduram por bastante tempo.

Perdoe – Grande parte das emoções negativas que passamos, são decorrentes de pensamentos internos, perdoar é aceitar que algo aconteceu e passou, e liberar a mente para pensar em coisas mais relevantes.

Jogue! – Jogos de tabuleiro tem a capacidade de promover uma imersão lúdica e divertida em uma gama de estratégias cognitivas e interativas que agem como treino e aperfeiçoamento de habilidades cognitivas.

Tire fotos – Além de ajudar na memória, se você é tímido e começa a se fotografar, o exercício de se enxergar, explorando seus ângulos e expressões, faz com que o cérebro seja mais autoconfiante!

Grave vídeos – Estamos na era dos vídeos e se isso parece desafiador para você, que tal começar a gravar e editar vídeos pelo celular? A sensação de produzir algo e ter mais contato com ferramentas modernas faz com que o cérebro trabalhe a flexibilidade mental.

Aprenda algo novo – Se manter aprendendo é o segredo das pessoas que chegam à casa dos 90 anos lúcidas e produtivas!

Novidade, variedade e grau de desafio crescente – o cérebro tende a se habituar com informações e situações repetidas, e deixa de prestar atenção e se esforçar quando está habituado. Então a novidade, a variedade e o grau de desafio crescente mantém o cérebro atento para aprender e se desenvolver.

Insira técnicas de memorização no seu dia a dia – Tanto técnicas internas (que usam jeitos de pensar), quanto técnicas externas (que usam apoios como lembretes, bilhetes, etc) são úteis para melhorar a habilidade de gerenciar informações.

Mexa em um jardim – O contato com a terra e a natureza comprovadamente diminuem a ansiedade e aumentam a sensação de bem estar com a vida.

Toque música – Aprender qualquer instrumento musical é um exercício mental excelente para as habilidades cognitivas.

Ouça música – A música tem o potencial de fortalecer nossas memórias, diminuir o estresse e favorecer a sensibilidade.

Aprenda sobre o cérebro – entender como o cérebro funciona a partir de autores científicos e fontes confiáveis é importante para cuidarmos melhor dele, respeitando suas características, sem cair na conversa fiada de quem promete receitas milagrosas.

Viaje – Conhecer lugares, culturas e sabores nos torna pessoas mais interessantes!

Ouse – Uma boa dose de risco controlado traz boas oportunidades para a vida.

Escreva um diário – Escrever pensamentos é um excelente exercício de autoconhecimento, afinal, precisamos usar palavras para expressar emoções complexas, e com isso, organizamos melhor o pensamento e conseguimos definir o que sentimos.

Durma bem – O sono é uma necessidade básica importantíssima. No cérebro o sono é importante porque é nesse momento que as células fazem as reparações e limpezas necessárias para começar o próximo dia. Sem dormir direito, tomamos decisões ruins, perdemos a criatividade e a capacidade de resolver problemas.

Faça o manejo do estresse – Ter momentos de estresse é normal e até necessário, mas se manter constantemente estressado é ruim para o cérebro. Gerenciar o estresse envolve pensar de forma mais focada e objetiva nas situações do dia a dia.

Coma um docinho – Porque precisamos sim de momentos de puro lazer!

Cuide do seu coração – É o coração quem mantém o fluxo de oxigênio no cérebro, por isso cuide bem dele.

Comece a anotar o que você precisa fazer – Anotar e visualizar os compromissos assumidos contribui para que tenhamos mais clareza no gerenciamento de tempo.

Se permita relaxar – O descanso é tão necessário quanto o estudo!

Faça pausas e respeite os seus limites – O cérebro não é uma máquina!

Sorria – Bom humor torna tudo mais leve e com mais significado.

Pratique ginástica para o cérebro – Treinar as habilidades cognitivas é essencial para se manter aprendendo.

Pratique ginástica para o corpo – O movimento é essencial para regular o metabolismo e o funcionamento do cérebro. Inclusive, a atividade física é associada à capacidade da pessoa ser determinada!

Conheça novas pessoas – Pessoas diferentes pensam de forma diferente e podem contribuir para ampliar a sua percepção de mundo.

Aposte na meditação – A meditação é uma estratégia de atenção focada capaz de ajudar no gerenciamento do estresse, como um momento de reconectar a mente com o corpo no presente.

Seja crítico – Em época de acesso fácil a qualquer tipo de informação, ter pensamento crítico é fundamental para não ser manipulado por conteúdos mal intencionados. Por isso sempre pergunte “de onde veio isso?”

Tome água! – Nunca se esqueça que o cérebro se torna aquilo que ele mais faz, por isso o estilo de vida e o estímulo cognitivo fazem tanta diferença!

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Rócio Barreto do Portal Por Brasília

Foto: Reprodução Jornal de Brasília

Posts relacionados