quinta-feira, 18 de abril de 2024
publicidade publicidade

Projeto premia 20 personalidades da cultura negra no DF

Àjódun faz referência a uma expressão iorubá traduzida como celebração, frequentemente usada pelas religiões de matriz africana

O Prêmio Àjòdun Personalidades Culturais premia, no próximo domingo (10), 20 personalidades da cultura negra que foram destaque no DF neste ano. O evento será no Museu Nacional, às 19h, com entrada gratuita.

Àjódun faz referência a uma expressão iorubá traduzida como celebração, frequentemente usada pelas religiões de matriz africana.

Os premiados prestaram relevante contribuição para a valorização e proteção da cultura na cena afrobrasileira no DF nas áreas de audiovisual, cultura digital e novas mídias, arte popular, cultura popular e manifestações tradicionais de terreiro, artes cênicas, design, literatura e música.

Em clima de gala, a premiação vai dar voz a personalidades que dedicaram seu trabalho à propagação e fortalecimento da herança ancestral, bem como a garantia da manutenção dessa cultura no futuro.

O prêmio é um incentivo para a criação de formadores de opinião que possam levar ao grande público informações sobre uma cultura ainda marginalizada, como forma de expressar o reconhecimento a um dos povos raízes da formação do povo brasileiro.

O projeto

O projeto Àjódun nasceu da necessidade de homenagear pesonalidades que trabalham para o fomento da cultura negra em nível nacional com destaque para o Distrito Federal, seja no segmento cultural, quanto social. Foi idealizado pelo produtor de eventos sociais e culturais, Tony Tomaz.

Em sua primeira edição realizada este ano, promoveu oficinas de Estéticas Afro, Dança, Percussão e 04 palestras sobre os problemas enfrentados pela população negra, além do Prêmio Àjòdun Personalidades Culturais que homenageia personalidades que trabalham para a proteção da cultura negra no DF.

Por Jornal de Brasília

Foto: Divulgação / Reprodução Jornal de Brasília

Posts relacionados