quinta-feira, 18 de julho de 2024
publicidade publicidade

Exército restaura veículo usado pelo ex-presidente Juscelino Kubitschek

Em evento, que aconteceu na manhã deste domingo (12/11), o 16º Batalhão de Logística do Exército realizou uma carreata com mais de 200 carros antigos para entregar o Ford Galaxie 500, usado por JK nos últimos anos de vida

Uma manhã para celebrar a memória de uma figura tão importante para o Distrito Federal e para o país. Neste domingo (12/11), o 16º Batalhão de Logística do Exército realizou uma carreata com mais de 200 carros antigos, para comemorar a belíssima restauração do Ford Galaxie 500, que pertenceu ao presidente Juscelino Kubitschek. Esta é a segunda vez que o veículo passa por um processo de revitalização.

O desfile começou às 9h, com a passeata automotiva partindo da Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano (SMU), percorrendo a Esplanada dos Ministérios e chegando ao Memorial JK, onde o carro retornará à vitrine traseira do local. De acordo com o tenente-coronel Tibério Figueiredo, 44 anos, o Ford Galaxie ficou guardado por muito tempo dentro de uma cúpula, que sofria com altas temperaturas. Com isso, o carro acabou se desgastando ao longo dos anos.

“Fizemos uma revisão completa do motor, no sistema de freio, bomba de água e também dos pneus. A parte interna da capotaria que estava toda craquelada foi reformada, além da pintura do automóvel que foi toda refeita”, detalha Tibério. Segundo o Tenente-coronel, essa reedição, acima de tudo, serve como uma importante forma de resgatar a memória de um objeto tão especial e histórico para Brasília. “O investimento para a nova manutenção contou com apoio de patrocinadores civis. Todos os materiais foram doados para que o batalhão fizesse essa revitalização”, contou.

História da capital

O 16º Batalhão de Logística do Exército teve o auxílio do advogado e antigomobilista Flávio Noronha, 56, que participou desde o início do projeto de restauração do veículo particular de Juscelino. Presidente de um Clube de Antigos de automóveis (Grupamento Apollo Rezk), foi designado para contatar o Memorial e dar os primeiros passos para a manutenção do último veículo particular usado por Kubitschek.

“Eu tenho um hobby por carros antigos, meu agrupamento é temático e gostamos de veículos militares da segunda guerra mundial. Temos um compromisso histórico de manter viva a memória e a imagem do Brasil na força expedicionária brasileira. A gente espera que, com essa atuação, possamos motivar outras pessoas a valorizarem as memórias e símbolos especiais do nosso país”, acrescenta Flávio.

O ex-governador do Distrito Federal Paulo Octávio também marcou presença na solenidade. Para ele, preservar uma lembrança do homem responsável por criar a indústria automobilística brasileira é honrar legados. Mais que isso, zelar pelos marcos realizados por um ídolo não somente da capital federal, mas de todo o país. “Fica aqui a reflexão sobre a importância de valorizarmos as nossas instituições e nossos ex-presidentes. É um essencial ensinamento que deixamos para o futuro”, complementa.

General de Divisão Ricardo Piai Carmona, 51, comandante Militar do Planalto, ressalta que o processo de revitalização do veículo é um bem para o país. “Esse carro que foi tão importante para o JK nos últimos anos de vida, também é essencial para a sociedade reverenciar aqueles que fizeram a diferença no nosso país”, finaliza.

Ele acredita que, agora, com o Ford Galaxie restaurado, o memorial deve receber mais visitantes. Sendo assim, torna-se uma referência para aqueles que não conhecem a história do lugar em que vivem. E mais que isso, de alguém que mudou a trajetória do país e de Brasília.

Gratidão e emoção

Prestigiando o evento, Romualdo Nery, 44, destacan que adora carros antigos e diz que desde a infância é apaixonado por antigomobilismo. “Essa solenidade é muito bacana e especial. Ainda mais com a relação do Ford Galaxie, que além de tudo é um veículo muito bonito e usado pelo nosso antigo presidente JK”, comenta. O sentimento do pintor era de muita emoção em ver a história de Brasília com os próprios olhos.

Mesmas sensações ditas por quem carrega no sangue o sobrenome de Juscelino. O bisneto e vice-presidente do memorial, André Kubitschek, revela gratidão pela bela restauração feita no veículo. De acordo com ele, o carro usado pelo bisavô representa o impacto desenvolvimentista e de avanço da época.

Além disso, traz para o presente o dever fundamental de continuar reconhecendo as conquistas feitas no passado. “Estou muito emocionado pelo fruto desse trabalho estar voltando ao acervo. Emociona a mim e a toda a minha família. Sempre escutei as histórias de que ele cochilava nesse banco de trás quando vinha da fazenda em Luziânia. Tenho muita gratidão hoje”, finaliza.

Por Eduardo Fernandes do Correio Braziliense

Foto: Eduardo Fernandes/ CB/ DA PRESS Reprodução Correio Braziliense

Posts relacionados